sábado, 19 de novembro de 2011

Igualdade de Direitos


Se Jesus Cristo ressuscitou porque é que esse desgraçado também não tem direito?

15 comentários:

patrícia disse...

Ahahah, isto é ridículo!
Como é que é possível?! -.-

Paula disse...

Olha que isto... Nem os mortos se livram da política! Credo!
:D

Seguidor disse...

"Taliqualmente" eheheheh.
É que se o morto não comparecer, sujeita-se a graves sanções. lol

Mancebo Artista disse...

Muito bom! xD

Adorei o teu blogue =)

Bloguótico disse...

looool... tendo em conta a finalidade da notificação, creio que o falecido optará por manter essa qualidade e solicitar a sua remessa por correio... ou quem sabe, pela sua entreaga em mão na hora da morte do Oficial de Justiça!! :p

Gasper disse...

patrícia, milagres natalícios? ehehe

Paula, nem se pode morrer descansado!

Seguidor, ahah vais se ver grego para pagar :P

Mancebo, obrigada pá! Já passo no teu ;)

Bloguótico, ahaha já nem pra morrer!

Soraia disse...

Realmente, tem de haver igualdade xD
O que se há de fazer? É o país que temos e se isto fosse o pior estávamos todos bem.

(Per)segue-me a vontade xD

Susi disse...

Temos que levar com a burocracia até depois de mortos! É o país que temos, já não se pode descansar em paz!

M disse...

Ahahhah adoro estas coisas.
É aqui que se vê a eficiência e atenção no trabalho que desempenham.

Meia Dose disse...

esperemos que o senhor não se atrase... vai na volta, ainda tem que pagar uma multa! :O

Goldie disse...

Muito engraçado este blog!

Quanto ao senhor falecido... não deve ser fácil ele chegar lá para levantar a certidão por mais que eu acredite em ressurreição...rsrsrs

eu-sou-eu disse...

Também já tinha visto isto. Sinceramente, espero que o senhor não tenha muitos problemas por não comparecer :\ xD

Bora disse...

E a notificação foi enviada para a última morada, no cemitério lá da terra.
Que bestas, meu Deus.

Estudante disse...

Opá, mas também se não ressuscitou ao 3º dia também já não ressuscita xD

Carlinha disse...

Esta eu já conhecia e é uma notificação deve ter sido feita por um daqueles funcionários judiciais que fazem jus à ideia pré-concebida que todos temos dos funcionários públicos.
Aliás, quase que aposto que a senhora que preparou o dito documento deve tê-lo feito numa sexta-feira, às 16h00 (faltavam só 30 min. para ir à vidinha dela), enquanto falava ao telefone com a comadre a comentar que fulano de tal agora tem uma amante e que a mulher está cega que não vê.